FANDOM


"O Harvey foi meu associado, eu ensinei tudo que ele sabe. Melhor assistente de promotor desde... mim.
"Nunca vá a julgamento", fui eu. "Não temos que nos importar, só ganhar", eu.
"

— Cameron se apresentando a Mike Ross

Cameron Dennis era um promotor e um dos mentores de Harvey Specter. Ele serviu como personagem secundário na 1ª temporada, como um antagonista na 3ª temporada e como um aliado e personagem menor na 6ª temporada de Suits. Ele era o promotor no distrito de Manhattan que Harvey trabalhou como assistente de promotor antes de trabalhar na Pearson Hardman. Ele tem uma ética questionável e está disposto a se envolver em atos legais ou ilegais para ganhar casos.

Personalidade

Parte da personalidade de Cameron é semelhante com a de Harvey. Ambos gostam de vencer, e levam isso acima de tudo, a diferença é que Cameron não tem medo de usar "outras vias" para isso.[1] No entanto, Cameron ainda sabe diferenciar o certo do errado e sabe que a única vitória é quando aqueles que estão errados, estão atrás das grades; isto é visto quando ele deixa seu orgulho e ego de lado para prender os verdadeiros culpados do caso da Hessington Oil ao invés de vencer Harvey.[2]

Cameron sabe quando faz algo errado, mas ele o faz apenas quando sabe que as pessoa ruins vão se safar, e ele não tem outra opção. Ele mantém seu forte senso de justiça mesmo nos casos que ele já encerrou, e não permite que ninguém coloque um assassino/criminoso de volta as ruas sem que ele cumpra a sentença.[3]

Aparência

Cameron não é como Harvey no jeito de se vestir. Em casa Cameron se mantém vem vestido, usando camisas sociais e calças de terno. No trabalho ele usa um terno preto comum e às vezes cinza, com uma gravata discreta. Na 1ª temporada Cameron não usava bigode, porém na foi revelado que na época em que estava com Harvey no Escritório do Promotor, ele tinha um bigode, e ele o deixa crescer de novo durante os eventos da 3ª temporada.

História

Cameron era um promotor que tinha uma certa amizade com Jessica Pearson. Ela então decidiu enviar Harvey Specter, que havia acabado de se formar em Harvard, para trabalhar com Cameron como assistente de promotor, assim Harvey ganharia experiência no tribunal para depois voltar a Pearson Hardman. Os dois tiveram uma relação de mentor/aluno, e Cameron ensinou tudo que sabia para Harvey. Em dois anos na promotoria, Harvey trabalhou em 18.362 casos (36 por dia), levando 147 a julgamento e ganhando todos. Porém, Cameron sabia que o sistema era quebrado, e acabou por adulterar provas em alguns casos para por os culpados atrás das grades. Quando Harvey descobriu o que Cameron fez em um de seus casos, ele decidiu sair da promotoria do que entregar seu mentor e chefe, e ambos não se falaram durante quase uma década.

1ª temporada

"A regra do jogo"

Cameron é investigado por enterrar provas, e sem escolha, decide recorrer a seu antigo aluno. Ele finge um encontro por acaso com Harvey, que estava com seu novo associado Mike Ross. Cameron se apresenta a Mike e diz ter sido o mentor de Harvey quando ele trabalhou na promotoria, e então chama Harvey para comer algo. Na firma, Mike pergunta a Rachel Zane se ela sabia do fato de Harvey ter trabalhado na promotoria, e ela diz que isso não era possível, já que Rachel tinha lido a biografia de todos na firma e a de Harvey não tinha nada sobre ter sido promotor. Porém, quando eles investigam mais fundo, descobrem que de fato Harvey foi assistente de promotor, e que ele havia escondido isso por algum motivo.

Quando Mike pergunta a Donna Paulsen sobre isso, ela responde que não aconteceu nada e que ele deveria apenas deixar quieto, e não dizer nada para o Harvey. Mais tarde, Harvey vai o jantar com Cameron mas antes de chegar a mesa ele é parado por Alexandra Leeds, uma procuradora-geral que havia se encontrado com Harvey anos atrás. Ele suspeita de algo e quando a questiona, ela revela que a procuradoria estava investigando Cameron por esconder evidências para ganhar condenações. Harvey se recusa a revelar algo e vai ao encontro de Cameron, mas antes, Alexandra diz que ele vai falar de qualquer jeito, já que terá que testemunhar contra seu antigo chefe.

Quando Harvey e Cameron se encontram, o promotor tenta convencer Harvey a protegê-lo, que diz que não irá dizer nada, mas caso tenha que testemunhar, não cometerá perjúrio. Harvey então pede conselhos a Donna e Jessica após receber uma intimação da procuradoria, e ambas pedem para ele ir contra Cameron, e Harvey se nega alegando que ele era seu mentor.

Durante o interrogatório, Alexandra colocou Harvey em um tribunal para que ele pudesse sentir como seria se fossem a julgamento, e ela tentou fazê-lo admitir algo, mesmo que Jessica conseguisse pará-la antes de fazer uma pergunta que botaria Harvey na posição de cometer perjúrio.

Mais tarde, Jessica e Harvey se encontram com Alexandra e ela mostra algumas manipulações de provas que Cameron cometeu, e mostrou que isso envolvia alguns casos antigos de Harvey. Isso deixou Harvey em uma posição difícil: Alexandra precisava dele para ligar tais crimes com Cameron, e um desses crimes envolvia o próprio Harvey e seus casos. Se ele não testemunhasse contra Cameron, Harvey poderia ser ligado aos crimes também.

Ele então vai até a casa de Cameron para conversarem. Harvey o questiona sobre o caso de Hector Avila que, apesar dele ser culpado, Cameron sabia que o júri não o consideraria e adulterou evidências no caso do Harvey para ele ganhar. Cameron culpa o sistema e o fato dele estar quebrado, e apesar de saber que era errado, é melhor deixar um assassino preso do que solto para cometer mais assassinatos. Quando eles discutem, Cameron o culpa por ter saído da promotoria, onde Harvey poderia continuar fazendo justiça, mas decidiu deixar os ricos continuarem sendo ricos como advogado. Ele então convence Cameron a fazer um acordo.

O que Harvey não sabia era que este novo acordo o entregava, então Donna decidiu dar algumas informações e provas a mais contra Cameron que Jessica usaria caso ele não desistisse e fizesse um novo acordo.[1]

"Briga de cachorro grande"

Cameron não aparece neste episódio, porém é fortemente citado. Harvey descobre que um dos casos em que ele e Cameron trabalharam juntos o fez prender um homem inocente, Clifford Danner. Harvey e Mike então trabalham juntos e conseguem tirar Clifford da cadeia.[4]

3ª temporada

Em construção

Está sessão está em construção.
O que significa que está sessão em específico não está acabada e/ou precisa de constantes atualizações. Você pode ajudar expandindo-a.


Após sair da promotoria, Cameron se tornou um procurador-especial e foi atrás de Ava Hessington e a Hessington Oil por acusações de assassinato, tendo que lutar contra Harvey que era cliente da empresa. Ao ver quer Ava não era culpada pelos assassinatos, ele se aliou a Harvey e conseguiram um acordo que prendia o verdadeiro culpado, Stephen Huntley.[2]

6ª temporada

"No prato em que comeu"

Cameron volta na 6ª temporada após Harvey tentar cumprir um acordo que ele não necessariamente queria fazer: tirar Frank Gallo da cadeia. Gallo era um criminoso/assassino que Cameron e Harvey haviam prendido juntos, e agora Harvey havia feito um acordo com ele que envolvia tirá-lo da prisão federal em Danbury se Gallo deixasse Mike Ross em paz e protegido até ele terminar o acordo com Sean Cahill para tirar Mike da cadeia. Cameron achou um absurdo a ideia de colocar Gallo de volta as ruas, mas Harvey achava necessário já que apesar do acordo de Mike sair da cadeia ter terminado, o garoto ainda ficaria algumas noites na prisão e não poderia deixar Gallo ser um problema (Gallo havia tentado matar Mike noites anteriores, e mostrava profundo desprezo por ele, Harvey e Cameron). Mike, no entanto, decidiu ajudar Cameron em troca de um acordo que iria tirar ele e Kevin Miller da prisão na mesma noite. Durante o que deveria ter sido o depoimento de Harvey sobre Gallo, Cameron levou Mike para depor sob juramento no lugar, e o mesmo assumiu que Gallo tentou matá-lo, fazendo Harvey ficar sem escolhas a não ser largar o caso.[3]

Aparições

APARIÇÕES NA 1ª TEMPORADA
"Piloto" "Erros e omissões" "Vantagens"' "Segredinhos sujos"
"Fiança" "Ossos de ofício" "Conheça o adversário" "Crise de identidade"
"Invicto" "Vida de fachada" "A regra do jogo" "Briga de cachorro grande"
APARIÇÕES NA 3ª TEMPORADA
"O acordo" "É pegar ou largar" "Assuntos pendentes" Conflito de interesses *
"Sombra de dúvida" "A outra vez" "A gata é minha" "Jogo final"
"Má-fé" "Fica" "Segredos enterrados" "Águas passadas"
"Há controvérsias" "Coração delicado" "Saber quando desistir" "Sem saída"
*Apenas no resumo dos episódios anteriores
APARIÇÕES NA 6ª TEMPORADA
"Às encrencas" "Contas a pagar" "De volta ao mapa"' "O trato"
"Confiança" "Espanha" "Balançar as árvores" "Sem tempo"
"No prato em que comeu" "P.S.L." "Ela se foi" "O quadro"
"Dentes, nariz, dentes" "Admissão de culpa" "Quid pro quo" "Comitê"

Curiosidades

  • Cameron tem uma esposa. Ela é vista no episódio "A regra do jogo" quando Harvey vai embora de sua casa.[1]

Galeria

Referência

  1. 1,0 1,1 1,2 A regra do jogo (1º de setembro de 2011). 1ª temporada, episódio 11.
  2. 2,0 2,1 3ª temporada
  3. 3,0 3,1 No prato em que comeu (7 de setembro de 2016). 6ª temporada, episódio 9.
  4. Briga de cachorro grande (8 de setembro de 2011). 1ª temporada, episódio12.
VerDis.Editar Personagens da 1ª temporada de Suits
Principais Harvey SpecterMike RossDonna PaulsenRachel ZaneJessica Pearson
Antagonistas Louis LittTrevor EvansTravis TannerGerald TateSeth KellerKyle DurantJimmy KirkwoodRobert StenslandVivien Tanaka
Secundários Edith RossJenny GriffithCameron DennisHarold GundersonDana ScottRayBenjaminClifford DannerNancyJoanna WebsterVanessaDominic BaroneLaurenceDevonQuentin SainzLisa ParkerLola Jensen
Mencionados NormaMichael Jordan